Arquivos para a categoria Química

Marie Curie

Marie Curie – Física, Química e uma grande Mulher

Maria Sklodowska mudou seu nome para Marie Curie, após o casamento com Pierre Curie. Foi a primeira mulher laureada duas vezes com um Prêmio Nobel; O primeiro de Física, em 1903 dividido com seu marido, Pierre Curie e Becquerel e pelas suas descobertas no campo da radioatividade e o segundo Nobel de Química de 1911 pela descoberta de novos elementos químicos: o rádio e polônio.

Marie Curie

Marie Curie

Maria Sklodowska – Marie Curie, nasceu na atual capital da Polônia, Varsóvia, em 7 de novembro de 1867, quando a cidade fazia parte do Império Russo. Seu pai era professor numa escola secundária. Marie Curie educou-se em pequenas escolas da região de Varsóvia. Em 1881, com a ajuda da irmã, mudou-se para Paris, onde concluiu os seus estudos. Estudando na Sorbonne, obteve licenciatura em física e em matemática. Em 1894 conheceu Pierre Curie, professor na Faculdade de Física, com quem no ano seguinte se casou.

familia Marie Curie

familia Marie Curie

Becquerel

Becquerel

 

Em 1897, após uma gravidez difícil, nasceu sua primeira filha, Irène. Logo depois, com o apoio do marido, Marie Curie resolveu tentar aquilo que nenhuma mulher havia ainda conseguido: um título de doutora em física, pela Sorbonne. O tema escolhido para o doutoramento foi a estranha radiação emitida pelos compostos de urânio, que Henri Becquerel havia descoberto anos antes. Nessa época, não se falava em “radioatividade” – essa palavra só foi inventada em meados de 1898, pela própria Maria Curie.

O trabalho do casal Curie foi sendo gradualmente reconhecido, e já em 1900 eles eram considerados os mais importantes pesquisadores da área. No final de 1903, Marie, Pierre Curie e Becquerel, recebem a medalha Davy da Real Sociedade inglesa e o prêmio Nobel de Física pela descoberta da radioatividade. Fato inédito na época, para uma mulher. Ela tem nessa altura 35 anos. Em dezembro do mesmo ano, MarieCurie recebeu o reconhecimento internacional pelo seu trabalho, ganhando o prêmio Nobel de Física, pela descoberta do polônio e do rádio.

Marie Curie

Marie Curie

O seu livro “Radioactivité” (escrito ao longo de vários anos), publicado a título póstumo, é considerado um dos documentos fundadores dos estudos relacionados com a Radioatividade clássica.

Em 1914 ajudou à fundação do Instituto de Radio, em Paris e foi a primeira diretora do Instituto. Trabalha no desenvolvimento dos raios X com a sua filha Irene. Marie Curie percebeu que os raios X seriam muito importantes e iram permitir detectar balas e facilitar as cirurgias. Como era de extrema importância que os feridos não fossem deslocados, ela inventou também carrinhos de transporte de aparelhos de raios X e treinou cerca de 150 mulheres para trabalharem com esses aparelhos.

Dá-se em 1932 a Inauguração do Instituto do Rádio em Varsóvia. A irmã de Marie, Bronia, assume a direção. Em 1934 os Joliot-Curies descobrem a radioatividade artificial e nesse mesmo ano em 4 de Julho, Marie Curie morre, em Sancellemoz,  de leucemia com 66 anos, causada provavelmente pela longa exposição aos elementos radioativos.
A sua filha mais velha, Irène Joliot-Curie, recebeu o Nobel de Química de 1935, ano seguinte da morte de Marie Curie.

Marie Curie

Marie Curie

Share this:

, , , ,

1 Comentario

Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers