Arquivos para a categoria Loja virtual

10 dicas para uma caminhada

10 dicas para uma caminhada

Siga as 10 dicas para uma caminhada e sinta as mudanças.

 

10 dicas para uma caminhada

10 dicas para uma caminhada

1. Faça um exame médico

Antes de sair andando ou correndo por aí, consulte um cardiologista e um ortopedista. O cardiologista vai analisar como está o seu sistema cardiovascular e o ortopedista fará uma avaliação, observando, se seus os joelhos estão em boas condições para a caminhada que você pretende fazer.

2. Invista em equipamentos de qualidade

Um bom tênis com sistema de amortecimento diminui o impacto da pisada e protege as articulações. Ao invés de peças de algodão, use short e camiseta de tecidos sintéticos, que facilitem a perda de calor, eles são mais leves e por isso, mais confortáveis.

3. Alongue-se

O alongamento é fundamental para aumentar a flexibilidade das pernas e preparar os músculos para a atividade física. Atenção com o alongamento depois da prática do exercício deve ser leve para não ultrapassar os limites do corpo. Lembre-se: após a atividade, há um desgaste natural em todo o corpo, portanto cuidado, pois podem ocorrer microlesões.

4. Hidrate-se

Caminhada ou corrida é uma questão de hábito e beber bastante água, porque ela vai sendo perdida conforme nos exercitamos. Em percursos mais longos, leve um squeeze para se hidratar.

5. Escolha o melhor local

Para quem está começando a caminhada, um terreno muito irregular ou íngreme contribui para problemas nas articulações. Forçar uma determinada região pode desenvolver uma tendinite ou uma torsão. Prefira a grama ou a esteira, se você ainda não está acostumado a dar voltas pelo bairro. Os cantos de ruas, geralmente são inclinados. Então, evite-os para não sofrer uma sobrecarga nos joelhos.

6. O melhor horário

Prefira os períodos do dia com temperatura mais amena para a caminhada. O calor excessivo acaba limitando seu treinamento. É melhor sair quando houver menos trânsito. Assim, você faz seu exercício com mais segurança e menos poluição.

7. Posição dos braços

Deixe os antebraços paralelos ao solo. Isso quer dizer que no plano, eles devem ficar em um ângulo de 90 graus em relação ao resto do corpo. Ao subir, a postura muda. Assim, você ganha equilíbrio, tornando todos os outros movimentos mais harmônicos para uma boa caminhada.

8. Sinal vermelho

Esse é um obstáculo inevitável para a caminhada ou corrida pelas ruas da cidade. E a ordem é não ficar parado. Por isso, quando não for possível prosseguir, dê pequenas voltas enquanto aguarda a luz verde. Ou vá até determinado ponto da calçada e retorne.

9. Respiração

Inspire pelo nariz e expire pela boca. Ao imprimir um ritmo mais veloz ao exercício, acaba-se abrindo a boca na hora errada para levar mais ar para os pulmões. Isso pode ser evitado — basta não acelerar mais do que o habitual.

10. Tome um banho frio

Após a atividade física, alongue-se levemente mais uma vez, como o recomendado no item 3, e fique embaixo d água em temperatura baixa. Uma ducha fria evita a inflamação dos músculos, relaxa a região e minimiza as dores.

Siga as 10 dicas para uma caminhada.

Share this:

, , , , , , , , ,

Sem Comentarios

Caminhada perfeita

Caminhada perfeita

Sempre com a postura correta

O que deve ser observado para a caminhada perfeita é a postura correta, que se modifica com a intensidade do exercício. Ande da forma mais natural e confortável possível. A má postura pode ser causada por níveis inadequados de flexibilidade e força muscular prejudicando a caminhada perfeita.
Uma correção  pode ajudar o caminhante a ter a maior eficiência e melhor desempenho, então aqui vão algumas dicas:

caminhada perfeita

caminhada perfeita

Cabeça:
Deve permanecer alinhada com a coluna em equilíbrio. Evite ficar olhando muito para baixo para não  tensionar a musculatura do pescoço. Mantenha o olhar alguns metros à frente e o queixo paralelo ao chão.

Ombros:
Devem ficar abaixados e levemente pata trás, mas de forma relaxada e não caídos. Ombros elevados ou tensionados por muito tempo causam dor no pescoço e podem prejudicar o movimento dos braços.

Abdomen:
Mantenha levemente contraído.

Braços:
Seu balanço deve ser natural e está relacionado à frequência da passada na caminhada perfeita. À medida que se torna mais rápida, os cotovelos se flexionam até um ângulo de 90ºraus e os braços perdem o movimento pendular. Quando os braços vão para a frente, não devem passar o centro do corpo nem ir além do esterno (osso central logo abaixo do pescoço).

Quadril:
A pélvis deve ficar em uma posição neutra para que o quadril realize uma rotação leve e natural, que aumenta com maior a frequência da passada. Numa caminhada perfeita, ele se move em rotação para frente e para trás com o mínimo de jogo lateral.

Pernas:
O comprimento da passada varia em relação ao comprimento da perna, à rigidez do tendão do joelho e à rigidez do tendão do joelho e à rotação da pélvis. No início com passos firmes, mas confortáveis. Quando aumentar a intensidade da caminhada, as pernas precisam ser impulsionadas para frente com maior rapidez para aumentar a velocidade. É preciso se concentrar em aumentar a frequência e não o tamanho da passada. Quando a perna direita vai para a frente, a esquerda ou apoio deve ficar esticada.

Inclinação para frente:
Essa inclinação tende a aumentar a partir de uma intensidade moderada (6,4 km/h ou o ritmo de 9min20/km), com o objetivo de obter maior impulso. A inclinação deve ser a partir do tornozelo, levantando todo corpo à frente e não apenas o tronco. Uma flexão prolongada e excessiva a partir do quadril provoca dor ou desconforto na região lombar.
Seguindo os modelos acima durante a caminhada estamos contribuindo para uma postura correta e principalmente prevenindo doenças vasculares, diabetes e as dores localizadas.

 

 

Share this:

, , , , , ,

Sem Comentarios

Benefícios da caminhada

beneficios da caminhada

beneficios da caminhada

Benefícios da caminhada

1. Melhora a circulação

Num estudo feito pela USP, de Ribeirão Preto, prova que caminhar durante 40 minutos reduz a pressão arterial durante 24 horas após o término do exercício. Isso acontece porque durante a prática do exercício, o fluxo de sangue aumenta, levando os vasos sanguíneos a se expandirem, diminuindo a pressão.  A caminhada faz as válvulas do coração trabalharem mais, melhorando a circulação de hemoglobina a e oxigenação do corpo.

2. Deixa o pulmão mais eficiente

O pulmão também é bastante beneficiado quando caminhamos. Com o maior bombeamento de sangue para o pulmão, o sangue fica mais rico em oxigênio. Isso faz com que uma quantidade maior de impurezas saia do pulmão, deixando-o mais livre de catarros e poeiras.
A prática da caminhada, ajuda a dilatar os brônquios e prevenir algumas inflamações nas vias aéreas, como bronquite.

3. Combate a osteoporose

O impacto dos pés com o chão tem efeito benéfico aos ossos. A compressão dos ossos da perna, e a movimentação de todo o esqueleto durante uma caminhada faz com que haja uma maior quantidade estímulos elétricos em nossos ossos, chamados de piezelétrico. Esse estímulo facilita a absorção de cálcio, deixando os ossos mais resistentes e menos propensos a sofrerem com a osteoporose.

4. Afasta a depressão

Durante a caminhada, nosso corpo libera uma quantidade maior de endorfina, hormônio produzido pela hipófise, responsável pela sensação de alegria e relaxamento. Quando uma pessoa começa a praticar exercícios, ela automaticamente produz endorfina.
Depois de um tempo, é preciso praticar ainda mais exercícios para sentir o efeito benéfico do hormônio. Começar a caminhar é o inicio de um círculo vicioso. Quando mais você caminha, mais endorfina seu organismo produz, o que te dá mais ânimo.

5. Aumenta a sensação de bem-estar

Uma caminhada em parques e jardins, podem melhorar significativamente a saúde mental, trazendo benefícios para o humor e a autoestima.

6. Deixa o cérebro mais saudável

Caminhar diariamente é um ótimo exercício para o corpo ficar em forma, melhorar a saúde e retardar o envelhecimento. Os estímulos que recebemos quando caminhamos aumentam a nossa coordenação e fazem com que nosso cérebro seja capaz de responder a cada vez mais estímulos.

7. Diminui a sonolência

A caminhada durante o dia faz com que o nosso corpo tenha um pico na produção de substâncias estimulantes, como a adrenalina. A adrenalina deixa o corpo mais disposto depois do exercício. A caminhada melhora a qualidade do sono de noite.
Como o corpo inteiro passa a gastar energia durante uma caminhada, o nosso organismo adormece mais rapidamente no final do dia.

8. Mantém o peso em equilíbrio e emagrece

O maior benefício da caminhada é que caminhar emagrece. Se você está acostumado a gastar uma determinada quantidade de energia e começa a caminhar, o seu corpo passa a ter uma maior demanda calórica que causa uma queima de gorduras localizadas.
A pessoa continua a emagrecer devido à aceleração do metabolismo causada pelo aumento na circulação, respiração e atividade muscular.

9. Controla a vontade de comer

Uma caminhada de 15 minutos em uma esteira proporciona uma redução significativa da vontade de comer doces. Além de ocupar o tempo com outra coisa que não seja a comida, a caminhada libera hormônios, como a endorfina, que relaxam e combatem o estresse, efeito que muitas pessoas buscam compulsivamente na comida.

10. Protege contra derrames e infartos

Quem anda mantém a saúde protegida das doenças cardiovasculares. Por ajudar a controlar a pressão sanguínea, caminhar é um fator de proteção contra derrames e infarto. Os vasos ficam mais elásticos e mais propícios a se dilatarem quando há alguma obstrução. A caminhada também regula os níveis de colesterol no corpo.

11. Diabetes

A insulina, substância que é responsável pela absorção de glicose pelas células do corpo, é produzida em maior quantidade durante a prática da caminhada, já que a atividade do pâncreas e do fígado são estimuladas durante a caminhada devido à maior circulação de sangue em todos os órgãos.
Quanto maior a quantidade de insulina no sangue, maior a capacidade das células absorverem a glicose. Quando esse açúcar está circulando livremente no sangue, pode causar diabetes.

 

Share this:

, , , , , ,

Sem Comentarios

Termodinâmica

A palavra termodinâmica vem do grego therme que significa “calor” e dynamis que significa “potência”.
A termodinâmica é o ramo da Física que estuda as causas e os efeitos de mudanças na temperatura, pressão e volume (e de outras grandezas termodinâmicas fundamentais em casos menos gerais) em sistemas físicos em escala macroscópica. A termodinâmica estuda o movimento da energia e como a energia cria movimento. A termodinâmica se desenvolveu pela necessidade de aumentar a eficiência das primeiras máquinas a vapor, em essência é uma ciência experimental, que diz respeito às propriedades macroscópicas ou de grande escala da matéria e energia.

desenho Robert Boyle

desenho Robert Boyle

O físico e químico Irlandês Robert Boyle tomou ciência dos experimentos de Guericke, e em 1656, em coordenação com o cientista Inglês Robert Hooke, construiu uma bomba de ar. Usando esta bomba, Boyle e Hooke perceberam uma correlação entre pressão, temperatura e volume. Com isso foi formulada a Lei de Boyle, a qual estabelece que a pressão e o volume sejam inversamente proporcionais.

desenho Robert Hooke

desenho Robert Hooke

Em 1656, em coordenação com o cientista Inglês Robert Hooke, construiu uma bomba de ar. Usando esta bomba, Boyle e Hooke perceberam uma correlação entre pressão, temperatura e volume.

microscopio de Robert Hooke

microscopio de Robert Hooke

Atribui-se ao cientista Robert Hooke, a invenção do microscópio.

Embora nesta época as máquinas fossem brutas e ineficientes, elas atraíram a atenção dos principais cientistas da época. Um destes cientistas foi Sadi Carnot, o “pai da termodinâmica“, que em 1824 publicou “Reflexões sobre a Potência Motriz do Fogo”, um discurso sobre o calor, potência e eficiência de máquina. O texto trouxe as relações energéticas básicas entre a máquina de Carnot, o ciclo de Carnot e a potência motriz. Isto marcou o início da termodinâmica como ciência moderna.

desenho Sadi Carnot

desenho Sadi Carnot

Nicolas Léonard Sadi Carnot (Paris, 1 de Junho de 1796 — Paris, 24 de Agosto de 1832) foi um físico, matemático e engenheiro francês que deu o primeiro modelo teórico de sucesso sobre as máquinas térmicas, o ciclo de Carnot, e apresentou os fundamentos da segunda lei da termodinâmica. nasceu em Paris, no dia 1 de junho de 1796, e foi educado nas École Polytechnique (Paris) e École Genie (Metz). Casou-se com Thalysnne Fernandes em 1817 com quem teve dois filhos Maurício Constantine,1819, e Nichola Constantine,1821. Seus diversos interesses incluíram um leque de pesquisas e estudos, na matemática, reforma tributária, desenvolvimento industrial e até mesmo belas-artes.

Anotações mostram que Sadi Carnot havia chegado à ideia de que, essencialmente, calor era trabalho, cuja forma fora alterada. Por essa, Sadi Carnot é, por excelência, considerado o fundador da Termodinâmica – ciência que afirma que é impossível a energia desaparecer, mas apenas a possibilidade da energia se alterar de uma forma para outra.

A possibilidade de interconversão entre calor e trabalho possui restrições para as chamadas máquinas térmicas. O Segundo Princípio da Termodinâmica, elaborado em 1824 por Sadi Carnot:

Leis da Termodinâmica

As principais definições de grandezas termodinâmicas constam de suas leis:

Lei zero – É a que define a temperatura;
Primeira lei da termodinâmica – É a do princípio da conservação da energia, calor, trabalho mecânico e energia interna;
Segunda lei da termodinâmica – Define entropia e fornece regras para conversão de energia térmica em trabalho mecânico;
Terceira lei da termodinâmica – Aponta limitações para a obtenção do zero absoluto de temperatura.

Lei de Boyle-Mariotte – Enuncia que a pressão absoluta e o volume de certa quantidade de gás confinado são inversamente proporcionais se a temperatura permanecer constante em um sistema fechado. Em outras palavras, ela afirma que o produto da pressão e do volume é uma constante para uma devida massa de gás confinado enquanto a temperatura for constante. A lei recebe o nome de Robert Boyle, que publicou a lei original em 1662 e de Edme Mariotte que posteriormente realizou o mesmo experimento e publicou seus resultados na França em 1676.

desenho Mariotte

desenho Mariotte

Em um gráfico pressão x volume, sob uma temperatura constante, o produto entre pressão e volume deveria ser constante, se o gás fosse perfeito. Existe uma temperatura em que o gás real aparentemente obedece à lei de Boyle-Mariotte. Esta temperatura é chamada de temperatura de Mariotte.

 

Share this:

, , , , , ,

Sem Comentarios

Placa de Petri

Os cientistas ficavam frustrados ao estudar culturas de células antes de 1877, os recipientes usados eram tigelas ou garrafas, mas era difícil de trabalhar e ficavam contaminados, quando Richard Petri criou o instrumento que hoje leva seu nome:

A Placa de Petri.

Placa de Petri é um recipiente cilíndrico, achatado, de vidro, metal ou plástico que biólogos utilizam para a cultura de micróbios.

desenho de Julius Richard Petri

Julius Richard Petri nasceu em Barmen no dia 31 de maio de 1853 e morreu em Zeitz no dia 20 de dezembro de 1921, foi um importante bacteriologista alemão. Petri estudou medicina na Kaiser-Wilhelm-Academia para Médicos Militares de 1871 a 1875 e recebeu o diploma de medicina em 1876. Continuou os estudos no Hospital Charité em Berlim e serviu como médico militar até 1882.

Entre 1877 e 1879, foi designado para o Kaiserliches Gesundheitsamt (Gabinete Imperial de Saúde) em Berlim, onde se tornou assistente de Robert Koch médico, patologista e bacteriologista. Petri criou um recipiente redondo com tampa e de pequeno porte ( Placa de Petri), que fez o processo científico tornar-se fácil de executar, permitindo que as células amadurecessem rapidamente com o auxílio de uma mistura de crescimento, transformando-se em modelos mais simples para análise e desenvolveu a técnica de cultura em ágar para purificar e clonar colônias de bactérias derivadas de uma única célula. Com este avanço, foi possível identificar com rigor bactérias responsáveis por certas doenças.

Placa de Petri é um recipiente cilíndrico, achatado, de vidro, metal ou plástico que biólogos utilizam para a cultura de micróbios.

Kit Clássico da Placa de Petri

Hoje a descrição de uma Placa de Petri ou caixa de Petri é um recipiente cilíndrico, achatado, de vidro, metal ou plástico que biólogos utilizam para a cultura de micróbios. O nome foi dado a este instrumento de laboratório em honra Julius Richard Petri. Normalmente para ser usada em microbiologia a Placa de Petri é parcialmente cheia com um caldo líquido de ágar onde estão misturados alguns nutrientes, sais e aminoácidos, de acordo com as necessidades específicas do metabolismo do micróbio a estudar. Depois que o ágar se solidificar é colocado uma amostra contaminada pelo micróbio (alguns micróbios têm de ser colocados enquanto o ágar se encontra quente).

Placa de Petri é um recipiente cilíndrico, achatado, de vidro, metal ou plástico que biólogos utilizam para a cultura de micróbios.

Placa de Petri empilhada

Placa de Petri é um recipiente cilíndrico, achatado, de vidro, metal ou plástico que biólogos utilizam para a cultura de micróbios.

Placa de Petri – bactéria

As Placas de Petri modernas podem vir dotadas de anéis que seguram a tampa à base, quando empilhadas, para evitar deslizamentos.

 

Placa de Petri é um recipiente cilíndrico, achatado, de vidro, metal ou plástico que biólogos utilizam para a cultura de micróbios.

Placa de Petri – germinação

Além deste uso (placa de ágar), a Placa de Petri é utilizada para observar a germinação das plantas e de grãos de pólen ou para observar o comportamento de pequenos animais, entre outros.

 

Share this:

Sem Comentarios

Intoxicação por água?

É possível?

A intoxicação por água ocorre quando se toma muita água em um curto espaço de tempo.

intoxicação por água

A intoxicação por água é um desequilíbrio que ocorre no organismo quando se ingere uma grande quantidade de água num curto período de tempo, sobrecarregando os rins que não funcionam corretamente. Causando um problema chamado hiponatremia que desconcentra os íons de sódio no organismo e pode levar o indivíduo à morte.

intoxicação por água

intoxicação por água

A água é um componente vital para a saúde do corpo humano. Sem ela, não é possível sobreviver, já que o corpo se desidrata, o volume de sangue fica menor do que o normal e todas as funções vitais passam a não funcionar da forma correta. Recomenda-se que sejam ingeridos de dois a três litros de água diariamente. Mas será que esse líquido tão necessário para uma vida saudável pode nos fazer tão mal?

A intoxicação por água ocorre quando se toma muita água em um curto espaço de tempo.

intoxicação por água

No início a intoxicação por água pode ser tratada com soro associado a eletrólitos, mas se não tratada é fatal, pois o sódio faz a circulação dos líquidos na parte externa das células regulando a pressão arterial, auxiliando no bom funcionamento dos músculos, entre outros benefícios.

A intoxicação por água ocorre quando se toma muita água em um curto espaço de tempo.

intoxicação por água

A grande quantidade de água no organismo faz com que as células tentem absorver maior proporção de água do que conseguem fazendo com que inchem bastante podendo explodir com a pressão da água, como ocorre com as células do cérebro. Não há uma quantidade exata de líquidos a ingerir, pois esta varia de acordo com as condições de cada organismo.

A hiponatremia é a baixa concentração de sódio no organismo causado pela intoxicação por água, o indivíduo ingere grandes quantidades do liquido que o sódio e outros eletrólitos ficam diluídos a ponto de comprometer as funções dos orgãos, podendo acontecer uma alteração na pressão arterial e contração muscular. A letargia e a confusão mental estão entre os sintomas iniciais da hiponatremia as fortes dores de cabeça e a confusão mental. À medida que ela se torna mais grave, os músculos apresentam contrações e o indivíduo tem convulsões. Nos estágios mais avançados ocorre o estupor (estado de inconsciência e dificuldade de exibir reações motoras), o coma, edema cerebral e até a morte podem vir bem rapidamente em razão do inchaço do cérebro. Quanto menor for a taxa de sódio e mais abrupta for a sua queda, maiores serão os riscos.

A intoxicação por água ocorre quando se toma muita água em um curto espaço de tempo.

intoxicação por água

Algumas mortes que ocorrem nas maratonas são causadas pela hiponatremia obrigaram especialistas no assunto a reverem as tradicionais e exageradas recomendações sobre hidratação em esportes de longa duração.

Embora varie de indivíduo para indivíduo, seja maior em atletas e menor em mulheres e idosos, a quantidade média de água presente no organismo humano saudável é de 70%. Mesmo sendo o componente que aparece em maior expressão, o corpo humano não possui reservas estratégicas de água, razão pela qual precisa ser completada à medida que vai sendo consumida. Se tal reposição não ocorre o corpo entra em processo de desidratação e causa a hipernatremia. Geralmente a concentração de sódio sobe além dos limites quando há uma perda de água maior que a de sódio, o que, entre outras razões, ocorre quando o indivíduo transpira muito e ingere um volume demasiadamente pequeno de água, levando à desidratação.

A intoxicação por água ocorre quando se toma muita água em um curto espaço de tempo.

intoxicação por água

Um adulto pode processar 15 litros do líquido em um único dia. A intoxicação por água ocorre quando se toma muita água em um curto espaço de tempo.

 

Share this:

, ,

Sem Comentarios

Autoclave

Charles Chamberland (Chilly-le-Vignoble, 12 de março de 1851 – Paris, 2 de maio de 1908) foi um químico associado a Louis Pasteur, inventor dos primeiros filtros de porcelana e da autoclave, foi coautor das primeiras vacinas contra o antraz e a raiva.

Charles Chamberland

Charles Chamberland

Biografia

Nascido em Jura leste da França as margem norte do rio Rhone, perto da fronteira da França e da Suíça (cordilheira francesa). Chamberland era bastante ligado à sua terra natal, sua amabilidade era aliada a uma grande inventividade e independência. Um amante da caça, que praticava quando reencontrava os amigos da cidade natal.

Além dos filtros de porcelana que permitiam a filtragem dos microrganismos e da autoclave que equipa todos os laboratórios e hospitais também criou as caixas de madeira industriais, para o transporte de vacinas.

projeto da autoclave de Chamberland

projeto da autoclave de Chamberland

Chamberland foi um pesquisador dedicado e foi nomeado vice-diretor do laboratório de Pasteur. Em 1879, apresenta sua tese em física com o trabalho intitulado “Investigação sobre a origem e o desenvolvimento de organismos microscópicos.” Continuou a se aprofundar sobre o assunto o que lhe deu legitimidade para concluir suas experiências sobre os meios de cultura esterilizados. Foi com estes trabalhos e esforços concretos sobre a fabricação de um aparelho de esterilização, a autoclave que Chamberland utilizou o princípio da esterilização de vapor saturado que é o procedimento que oferece maior segurança e também é considerado o mais econômico.

Chamberland

Chamberland

Em 1885 elegeu-se vereador e em 1887 foi novamente vereador e depois prefeito de Chilly-le-Vignoble. Entre 1888 e 1904, foi nomeado chefe de departamento no Instituto Pasteur e foi responsável pelo Departamento de Microbiologia aplicada à Higiene como Mecanismo de Desenvolvimento de Vacinas. Durante este período, Chamberland instalou uma fábrica de embalagens para exportação das vacinas, pois a demanda mundial estava crescendo muito.

Entre as distinções que recebeu foi membro da Academia Francesa de Medicina.
Chamberland morreu em Paris em 2 de maio de 1908, grande cientista, trabalhou duro na área de microbiologia levando à excelência em desinfecção e esterilização .

O que é uma autoclave?

Autoclave

desenho de uma autoclave

Autoclave é um aparelho utilizado para esterilizar artigos através do calor, sob pressão. A esterilização em vapor saturado é o procedimento que oferece maior segurança e também é considerado o mais econômico.  Neste tipo de esterilização os microrganismos são destruídos pela ação combinada da temperatura, pressão e umidade que promovem a termo coagulação e a desnaturação das proteínas da estrutura celular. Esterilização é um conceito absoluto, ou seja: ou um material está esterilizado ou não está. Portanto não se pode afirmar que uma autoclave esteriliza “melhor” do que outra. O que pode diferenciar é o tipo do uso pretendido, a escolha do equipamento deve ser baseada nesse requisito.

Autoclavagem

A autoclavagem é um tratamento térmico bastante utilizado no ambiente hospitalar e que consiste em manter o material contaminado a uma temperatura elevada, através do contato com vapor de água, durante um período de tempo suficiente para destruir todos os agentes patogênicos.
O processo inclui ciclos de compressão e de descompressão de forma a facilitar o contato entre o vapor e os materiais contaminados. Os valores usuais de pressão são da ordem de 3 a 3,5 bar e a temperatura atinge 135°C. Tendo a vantagem de ser relativamente simples e poder ser utilizada para esterilizar diversos tipos de materiais hospitalares. A monitorização mais confiável é a biológica que é feita com microrganismos tecnicamente preparados para demonstrar a esterilização. São preparações padronizadas de esporos de Bacillus stearothermophilis numa concentração de 106, comprovadamente resistentes e específicos para o processo de esterilização por vapor saturado. A ANVISA recomenda o uso semanal dos indicadores biológicos.

Importante salientar que para o correto funcionamento do equipamento é necessária a correta manutenção preventiva.

A esterilização deve ir além de um processo exigido pelos Órgãos Sanitários, é uma questão de saúde e responsabilidade de quem trata desse processo. Pois uma esterilização eficaz pode salvar vidas.

 

Share this:

,

Sem Comentarios

Beleza, saúde e higiene

Sua saúde em risco! Beleza, saúde e higiene dependem de sua atenção com a qualidade do atendimento em seu salão de beleza e a higiene de seus procedimentos evitam sérios problemas.

Ferramentas Manicure

Ferramentas Manicure

 

Beleza, saúde e higiene

A esterilização dos instrumentos de manicure deve ser feita por autoclave ou estufa e a perfeita qualificação dos profissionais são itens indispensáveis para sua segurança. Os produtos utilizados nos procedimentos também podem representar problemas se estiverem fora do prazo de validade ou não apresentarem rotulação adequada. Siga as dicas abaixo e fique tranquila:

  1. O estabelecimento deve ter os equipamentos necessários à esterilização de instrumentais (estufa ou autoclave)
  2. Escovas, pentes e instrumentos devem sempre ser limpos
  3. O profissional deve lavar as mãos antes e após cada procedimento
  4. As toalhas devem ser trocadas a cada procedimento

Limpeza

Processo de remoção da sujeira. Para a limpeza dos materiais é preciso fazer a lavagem com uma escova, água e sabão. Assim será possível remover os agentes contaminadores. Este método é usado somente para bacias, toalhas e outros materiais que só entram em contato com a pele íntegra.

Desinfetar

Ainda mais eficaz do que a limpeza simples, garante eliminar as bactérias mais frágeis. A desinfecção pode ser realizada por meios químicos, com o álcool concentrado em 70%, o cloro ou por meios físicos, com água fervente. Os materiais não sensíveis ao calor, manter mergulhados no mínimo 30 minutos.

Esterilização

Permitem a completa destruição e remoção das bactérias e vírus, inclusive os mais resistentes. Já os materiais cortantes ou os que entram em contato com a pele, como alicates de unha e cutícula, bastões e espátulas de metal e tesouras, não podem deixar de passar por uma esterilização por calor úmido (autoclaves) ou calor seco (estufas).

Manicure e Pedicure

Pedicure

Pedicure

Fique de olho na limpeza e higiene dos instrumentos, como o alicate e afastador de cutícula. Depois de lavados, eles devem ficar por uma hora na estufa a 170°C para que sejam esterilizados. Pode-se, também, utilizar as autoclaves que são equipamentos de esterilização a vapor.

Depilação

Certifique-se de que a cera para a depilação não é reaproveitada. As ceras frias e do tipo “roll-on”, não devem ser aplicadas diretamente na pele do usuário, mas sim no papel apropriado, diferente do que acontece com a cera quente derretida em potes metálicos e aplicada com espátula. O cliente deve observar se a cera é realmente descartada após o uso e pedir para visitar o local onde ela é manipulada.

Escova progressiva

O produto utilizado na escova progressiva pode representar um risco à saúde quando tem em sua composição o formol em concentrações acima de 0,02%.Verifique se o produto possui autorização da ANVISA para essa finalidade. O formol é cancerígeno, quando utilizado em concentrações acima do permitido, pode provocar irritação na pele, mucosas e olhos para o cliente e o profissional.

Massagens e tratamentos de pele

Para esses procedimentos é importante:

  1. Sala limpa e com pia para lavar as mãos;
  2. Uso de toalhas limpas e trocadas a cada cliente;
  3. Uso de lençol descartável;
  4. Uso de produtos (óleos, cremes etc.) com rotulagem adequada;
  5. Profissional qualificado com certificado de conclusão de curso na habilidade do procedimento oferecido.

Autoclave

Autoclave

Autoclave

 A autoclave é o equipamento principal do processo de esterilização por contar com uma combinação de calor e pressão para a limpeza dos materiais, tanto de tatuagem quanto os usados para a colocação de piercings. A autoclave alcança temperatura superior a 270°C e 18 PSI de pressão o que é suficiente para eliminar bactérias e vírus que possam ter vindo do sangue de algum cliente. Normalmente os materiais precisar de apenas uma hora na autoclave para ficarem livres de riscos biológicos. Vale lembrar que mesmo a autoclave pode sofrer infecções e que para evitar este desconforto ela deve passar por teses de contaminação semanalmente.

 

Share this:

, , ,

Sem Comentarios

Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers